A Hipertensão arterial sistêmica e sua ampla relação com a Obesidade

              A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é a mais frequente das doenças cardiovasculares. É também o principal fator de risco para as complicações mais comuns como acidente vascular cerebral e infarto agudo do miocárdio, além da doença renal crônica terminal.
Por ser na maior parte do seu curso assintomática, seu diagnóstico e tratamento é frequentemente negligenciado, somando-se a isso a baixa adesão, por parte do paciente, ao tratamento prescrito. Continuar lendo

Anúncios

Corpos Cetônicos

Corpos Cetônicos

No post anterior, falamos que a beta oxidação produz, entre outras coisas, acetil-CoA. Esse acetil-CoA pode ser utilizado no ciclo do ácido cítrico no fígado ou pode ser transformado em corpos cetônicos que serão enviados para outros tecidos do corpo humano.

Os corpos cetônicos são solúveis e por isso são facilmente exportados do fígado através da corrente sanguínea para diferentes tecidos. O cérebro, que normalmente só utilizaria a glicose como fonte de energia pode passar a utilizá-los, caso não haja glicose disponível. Além dele, o tecido muscular também é um grande consumidor de corpos cetônicos. Continuar lendo

Beta Oxidação

A Beta-Oxidação é o primeiro passo dos três passos da oxidação mitocondrial dos ácidos graxos. Ocorre na matriz mitocondrial e nela os ácidos graxos sofrem a remoçao oxidativa de unidades sucessivas de dois átomos de carbono na forma de acetil-CoA, começando pela extremidade carboxila da cadeia carbônica do ácido graxo.

  Continuar lendo