Absorção de Lipídios

Esta postagem faz parte da serie de post sobre os lipídios.

As gorduras são emulsificadas no intestino delgado, especificamente no duodeno, pelos sais biliares formando micelas mistas de triacilgliceróis.

A dispersão (emulsificação) das gorduras é um passo importante na digestão dos lipídeos consistindo na diminuição do tamanho das gotículas de gordura, o que aumenta a superfície de contato com as enzimas. Nesse processo há participação de substâncias que têm ação de detergente, além disso, a temperatura corporal e os movimentos peristálticos são importantes para a realização da emulsificação. Os detergentes são substâncias com propriedades anfipáticas; na digestão são importantes os sais biliares, os fosfolipídios da dieta e de secreção biliar assim como os próprios produtos da digestão dos lipídeos.

A degradação de lipídios ocorre sobre regulação de hormônios, como: Colecistoquinina (CCK) e Secretina.

Durante o processo de absorção pode ocorrer hidrolise de três compostos: triacilglicerois, ésteres de colesterol e fosfolipídios.

  • Degradação de triacilgliceróis: lipases pancreáticas e gástricas hidrolisam os triacilglicerois. As lipases clivam os triacilglicerois nos carbonos 1 e 3  produzindo dois ácidos graxos livres e um 2-monoglicerídio. Os sais biliares inibem a lipase ocupando a superfície das gotículas oleosas, por isso existem colipase que descolam os sais biliares auxiliando as lipases nesse processo.

triacilglicerol + 2 H2-> 2-monoacilglicerol + 2 ácido gordo

  • Degradação de ésteres de colesterol: a hidrolase de ester de colesterol (colesterol esterase) cliva a ligação éster produzindo ácido graxo e colesterol livre

colesterídeo + H2O -> colesterol + ácido gordo

  • Degradação de fosfolipídios: a fosfolipase A2 (PLA2), enzima pancreática ativada no intestino pela tripsina, cliva a ligação ester no carbono 2 do fosfolipídio produzindo um lisofosfolipidio e um ácido graxo.

glicerofosfolipídeo + H2O -> lisofosfolipídeo + ácido gordo

Obs: ácido gordo = ácido graxo

Após a hidrolise, há formação de micelas mistas, sais biliares + produtos primários da digestão dos lipídios, que são absorvidas pelas células intestinais.

Image

Má absorção de lipídeos

A má absorção de lipídeos causa um aumento de lipídeos nas fezes, isto é conhecido como esteatorréia. Esse caso pode ser causada por distúrbios na digestão e/ou na absorção de lipídeos, como: fibrose cística, que gera uma insuficiência pancreática, e intestino encurtado.

Image Image

-Esquema representando a digestão e a absorção de lipídios.

Referencial Bibliográfico

http://www.enq.ufsc.br/labs/probio/disc_eng_bioq/trabalhos_pos2003/const_microorg/lipideos.htm

http://bioquimica.ufcspa.edu.br/pg2/pgs/nutricao/quimicanut/lipidios.pdf

http://users.med.up.pt/ruifonte/PDFs/PDFs_arquivados_anos_anteriores/2010-2011/G2010-2011/2G01_digestao_e_absorcao_de_lipideos_e_proteinas.pdf

http://lipidiosfametro.blogspot.com.br/2013/05/tudo-sobre-lipidios_28.html

http://www.fibrosecistica.com/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s