Interferência da obesidade no metabolismo

Antes de relacionar obesidade e metabolismo é necessário saber o que é metabolismo. Metabolismo é todo o conjunto de reações celulares responsáveis pelos processos de síntese e degradação nas células. Ele é dividido em processos anabólicos, ou seja, de síntese de compostos químicos e católicos que são os de degradação dos compostos.

Exemplo:

Image

Sendo assim, o metabolismo, catabólico, é o responsável por degradar os alimentos ingeridos por nos, de maneira a disponibilizar para à célula os produtos dessa degradação.

A obesidade interfere no metabolismo por aumentar, de maneira exagerada, os reagentes a serem catabolizado, sobrecarregando e aumentando as reações catabolicas. Isso gera o que é atualmente conhecido como Síndrome Metabólica (SM) , que representa um grupo de fatores de risco cardiometabólico que incluem a obesidade abdominal combinada com a elevação da pressão arterial, glicemia de jejum e triglicerídeos, aumento da gordura no fígado e redução do nível de colesterol HDL. A relação entre a obesidade e a SM foi comprovada por nove estudos europeus, que constataram que a redução de peso, isoladamente ou em combinação com a intervenção do estilo de vida, leva a redução significativa na prevalência de SM.

Essa interferência da obesidade no metabolismo pode causar doenças, como: Diabete Melito Tipo 2, doença cardiovascular, pancreatite aguda, colecistopátias (doenças da vesícula biliar), doença hepática gordurosa não alcoólica e neoplasias (benignas ou malignas). Além disso, existem doenças que são indiretamente causadas por essa interferência, como: osteoartrose, doenças psiquiátricas e doenças respiratórias.

Além do mais, obesidade e metabolismo estão intimamente relacionados, pois a eficácia com que cada organismo gasta energia varia, logo, se um individuo possui um metabolismo mais lento ele possuirá uma maior tendência a engorda. Isso fica evidente por meio de contas de equilíbrio energético, ou seja:

Calorias Consumidas (CC) – Calorias Gastas (CG) = Equilíbrio Energético (EE)

Exemplo: Submetemos dois homens, com rotinas semelhantes, a mesma dieta (valor calórico de 2,5kcal/dia).

A)O primeiro participante possui metabolismo acelerado e gasta 3kcal/dia, logo, seu equilíbrio energético será de:

CC = 2,5kcal/dia

CG = 3kcal/dia

2,5 – 3 = EE                EE= -0,5 kcal/dia

O que significa que ele está perdendo peso, pois ingere menos calorias do que seu metabolismo demanda.

B)O segundo individuo possui metabolismo normal e gasta 2,3kcal/dia, logo seu equilíbrio energético será de:

CC = 2,5 kcal/dia

CG = 2,3 kcal/dia

2,5 – 2,3 =EE                EE= 0,2 kcal/dia

Logo esse individuo está ganhando peso, o que poderá ocasionar um caso de obesidade caso ele mantenha esse padrão de ganho de massa.

Referencial Bibliográfico

http://www.abeso.org.br/pdf/Artigo%20-%20Obesidade%20e%20Doencas%20associadas%20maio%202011.pdf

http://www.fcfar.unesp.br/alimentos/bioquimica/praticas_ch/oligossacarideos.htm

http://www.abeso.org.br/pdf/consenso.pdf

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s